PUBLICIDADE
Topo

Líder supremo do Irã pede que Rouhani e ministros resolvam problemas econômicos

29/08/2018 08h11

LONDRES (Reuters) - Parlamentares iranianos iniciaram nesta quarta-feira procedimentos para derrubar o ministro da Educação, aumentando a pressão contra o presidente Hassan Rouhani, que está sob ataque do Parlamento pela maneira como tem lidado com uma crise econômica depois que os Estados Unidos retomaram sanções contra o país.

O líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei, durante reunião com Rouhani e seu gabinete nesta quarta-feira, pediu que o governo trabalhe "dia e noite" para resolver os problemas econômicos.

"Precisamos ser fortes no campo econômico... As autoridades devem trabalhar duro dia e noite para resolver os problemas", disse Khamenei, segundo a TV estatal.

O procedimento contra o ministro da Educação acontece apenas três dias depois que parlamentares removeram o ministro da Economia e Finanças, o responsabilizando pelo colapso da moeda iraniana, o rial, e pelo aumento nas taxas de desemprego.

Semanas antes, o Parlamento havia derrubado o ministro do Trabalho.

Outra moção, assinada por 70 4parlamentares, visa derrubar o ministro da Indústria, Minas e Negócios.

Rouhani venceu duas eleições com uma plataforma de reforma econômica e com o objetivo de abrir o Irã para o mundo, e seus partidários pragmáticos têm maioria no Parlamento.

Mas sua reputação e influência política têm caído fortemente à medida que suas promessas de ganhos econômicos não têm se materializado.

Especificamente, Rouhani enfrenta grande repreensão desde que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, retirou Washington de um acordo internacional que havia reduzido as ambições nucleares do Irã em troca da suspensão de sanções.

(Reportagem de Bozorgmehr Sharafedin)