PUBLICIDADE
Topo

Macron diz ser "principal adversário" de líderes anti-imigração Orban e Salvini

29/08/2018 19h02

PARIS (Reuters) - O presidente da França, Emmanuel Macron, se classificou nesta quarta-feira como o principal adversário aos partidos anti-imigração e da extrema-direita na Europa, em uma resposta às críticas do italiano Matteo Salvini e do húngaro Viktor Orban.

O primeiro-ministro da Hungria e o vice-primeiro-ministro da Itália criticaram Macron na terça-feira e disseram que irão trabalhar juntos antes da eleição de 2019 para que o Parlamento da União Europeia se oponha ao que viram como um grupo pró-imigração de países liderados pelo presidente francês.

Salvini e Orban adotaram posições duras contra imigração e disseram representar um grupo opositor de países.

“É claro que hoje uma forte oposição está se formando entre nacionalistas e progressistas e eu não irei ceder nada a nacionalistas e aqueles que defendem discursos de ódio”, respondeu Macron, quando perguntado sobre os comentários de Salvini e Orban.

“Então, se eles quiserem me ver como principal adversário, eles estão certos em fazer isto”, disse Macron, um líder pró-europeu que quer integrar ainda mais a União Europeia, a jornalistas durante visita à Dinamarca.

A Liga, de Salvini, é aliada do partido da extrema-direita de Marine Le Pen, enquanto Orban é parte do Partido Popular Europeu, de centro-direita.

(Reportagem de Jean-Baptiste Vey)