PUBLICIDADE
Topo

Ex-presidente uruguaio Mujica chega a Veneza pelas mãos de Kusturica

31/08/2018 16h06

BUENOS AIRES (Reuters) - O ex-presidente uruguaio José "Pepe" Mujica é o protagonista de um documentário dirigido pelo cineasta sérvio Emir Kusturica que busca refletir sua visão cósmica e terá sua estreia mundial no domingo no Festival Internacional de Cinema de Veneza.

"El Pepe, una Vida Suprema" registra momentos diferentes da vida pública e pessoal do ex-mandatário de 83 anos, conhecido por sua vida austera e maneiras simples, e inclui conversas, viagens, passeios por lugares de sua história e ainda os últimos dias de seu mandato presidencial entre 2010 e 2015.

    "Através de sua trajetória de vida e de seu exemplo pessoal, José Mujica transmite esperança na concretização dos ideais. O amor de Mujica pela vida e a natureza está no coração de sua ideologia", disse Kusturica em um comunicado.

    "Impressionado com ele e com seu trabalho, e também triste por não ter tido um presidente como ele, decidi fazer este filme, celebrando a virtude e a possibilidade de uma utopia", acrescentou o ganhador de duas Palmas de Ouro no Festival de Cannes, que em 2008 realizou um documentário sobre outro ícone latino-americano, o ex-astro de futebol argentino Diego Maradona.

Mujica, que desperta amor e ódio em seu país, ficou conhecido em todo o mundo por viver em uma casa de campo modesta, dirigir um Fusca e doar parte de seu salário – mas também por medidas como a descriminalização do aborto e a legalização do casamento homossexual e do cultivo, distribuição e venda de maconha para lutar contra o narcotráfico.

    O documentário, uma coprodução argentina, uruguaia e sérvia, explora as convicções ideológicas de Mujica por meio de conversas com o cineasta sobre sua experiência quando foi preso durante a ditadura uruguaia, o amor, a militância, as mudanças no mundo global, a sustentabilidade e as tarefas cotidianas em sua chácara.

     (Por Lucila Sigal)