PUBLICIDADE
Topo

Governo alemão e montadoras continuam conversas sobre diesel na próxima semana, diz ministro

23/09/2018 17h03

FRANKFURT/BERLIM (Reuters) - Montadoras e representantes do governo alemão não conseguiram chegar a um acordo neste domingo sobre possíveis adaptações de hardware para veículos a diesel mais antigos, com o ministro de Transportes do país dizendo que as negociações devem prosseguir na próxima semana.

A reunião deste domingo ocorreu antes do término de um prazo no fim de setembro estabelecido pela chanceler alemã, Angela Merkel, para evitar a proibição de veículos mais antigos.

Diferenças de opinião entre conservadores e o Social Democrata sobre como lidar com o problema de carros a diesel com elevadas emissões de óxido de nitrogênio estremeceram a coalizão.

O Ministério de Meio Ambiente queria adaptações de hardware custando em torno de 3 mil euros por veículo em vez de ajustes no software de gerenciamento de motores, vistos como menos efetivos.

O ministro de Transporte, Andreas Scheuer, é a favor de incentivos para os motoristas de veículos a diesel mais antigos trocarem os automóveis por modelos mais novos para conter a poluição.

"Discussões com fabricantes alemãs ocorreram com mútua vontade para chegar a uma solução para o problema do diesel, bem como para a mobilidade dentro da cidade", afirmou Scheuer em comunicado após a reunião.

"Renovações da frota de veículos movidos a diesel é maior prioridade. Adaptações de hardware também foram discutidas", disse ele, sem fornecer detalhes sobre a natureza das conversas.

Scheuer ainda contou que haverá mais discussões na próxima semana no governo, bem como entre o Ministério de Transportes e as montadoras.

O encontro deste domingo também contou com a participação do presidente-executivo da Daimler, Dieter Zetsche.

"Queremos chegar a um resultado logo. Medidas e planos mais específicos devem ser elaborados até o fim da semana", afirmou Scheuer.

(Por Christoph Steitz e Michelle Martin)