PUBLICIDADE
Topo

Maduro chama governo dos EUA de "covarde" por sanções contra a mulher

25/09/2018 14h34

CARACAS (Reuters) - O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, chamou autoridades do governo dos Estados Unidos de "covardes" por aplicarem sanções à sua mulher, Cilia Flores, entre outros membros de sua equipe de trabalho.

"Não se metam com a família... seu único delito é ser minha esposa", disse Maduro durante um ato político transmitido na televisão estatal.

O líder venezuelano também agradeceu ao presidente norte-americano, Donald Trump, por impor medidas similares contra a vice-presidente e o ministro da Defesa, o que, segundo ele, demonstra que está rodeado de pessoas dignas.

(Por Corina Pons)

REUTERS LM PF