PUBLICIDADE
Topo

EUA retiram alguns sistemas de mísseis do Oriente Médio, diz WSJ

25.set.2018 - Trump fez duras críticas ao Irã durante discurso na ONU - Wang Ying/Xinhua
25.set.2018 - Trump fez duras críticas ao Irã durante discurso na ONU Imagem: Wang Ying/Xinhua

Kanishka Singh

Da Reuters

26/09/2018 11h17

Os Estados Unidos estão retirando algumas de suas baterias antiaéreas e de mísseis do Oriente Médio, noticiou o Wall Street Journal nesta quarta-feira, citando militares dos EUA.

Veja também:

O Pentágono vai retirar quatro sistemas de mísseis Patriot da Jordânia, do Kuweit e do Barein no mês que vem, disse o jornal, acrescentando que o deslocamento assinala uma mudança de foco dos conflitos de longa duração do Oriente Médio e do Afeganistão para as tensões com China, Rússia e Irã.

Dois sistemas de mísseis Patriot serão transferidos do Kuweit, um da Jordânia e outro do Barein, segundo o jornal. Os Patriots são sistemas de mísseis móveis capazes de abater mísseis e aviões.

A reportagem surge em um momento de escalada na retórica anti-Irã dos EUA, que no início deste ano se retiraram do Plano de Ação Conjunta Abrangente, o acordo de 2015 mediante o qual Teerã concordou em frear suas atividades nucleares em troca da suspensão da maioria das sanções ocidentais.

Enquanto isso, Rússia e EUA vêm enfrentando crises diplomáticas causadas pela anexação russa da região ucraniana da Crimeia em 2014, o envolvimento de Moscou no conflito da Síria e sua suposta interferência na eleição presidencial norte-americana de 2016.