PUBLICIDADE
Topo

Trump diz estar disposto a encontrar Maduro e que todas as opções estão sobre a mesa

26/09/2018 13h45

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta quarta-feira que está disposto a se reunir com o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, se isso ajudar o povo da Venezuela, e garantiu que todas as opções permanecem sobre a mesa para lidar com a crise.

Maduro disse que esperava marcar um encontro frente a frente com Trump. A Casa Branca respondeu a um pedido similar no ano passado dizendo que tal reunião ocorrerá quando o país retornar à democracia.

Maduro deverá falar na reunião anual de líderes mundiais na Organização das Nações Unidas (ONU) mais tarde nesta quarta-feira.

"Eu certamente estaria aberto a isso, eu estou disposto a me encontrar com qualquer pessoa", disse Trump nesta quarta-feira ao chegar à sede da ONU. "Nós vamos cuidar da Venezuela e se ele estiver aqui e quer se reunir, não estava na minha cabeça, não estava no meu prato, mas se eu posso ajudar pessoas, é para isso que estou aqui."

Sob Maduro, a Venezuela limitou os poderes do Parlamento controlado pela oposição, políticos da oposição presos e criou um Congresso paralelo com poderes ilimitados.

A inflação está em 200.000 por cento e alimentos básicos e medicamentos, como arroz e antibióticos, são cada dia mais difíceis de conseguir. Isso alimentou um êxodo de venezuelanos para países latino-americanos próximos, onde as fronteiras estão agora sobrecarregadas de imigrantes venezuelanos.

"Todas as opções estão na mesa, todas", disse Trump a repórteres. "As fortes e as não tão fortes e você sabe o que eu quero dizer por forte. Todas opções estão na mesa, no que diz respeito à Venezuela".

Os Estados Unidos impuseram novas sanções sobre a mulher e diversos dos principais aliados de Maduro na terça-feira. O governo Trump aplicou diversas rodadas de sanções contra o governo de Maduro desde 2017.

(Reportagem de Doina Chiacu)