PUBLICIDADE
Topo

Merkel não vai buscar reeleição como líder da CDU, diz fonte

29/10/2018 08h06

BERLIM (Reuters) - A chanceler alemã, Angela Merkel, disse aos líderes de seu partido, a União Democrata-Cristã (CDU), que não buscará se reeleger como presidente da legenda em uma conferência no início de dezembro, afirmou fonte do partido nesta segunda-feira.

Merkel, de 64 anos, é presidente da CDU desde 2000, e desistir do papel iniciaria uma disputa dentro do partido para sucedê-la como chanceler da Alemanha.

O euro caiu para as mínimas da sessão devido à notícia.

A agência de notícias alemã DPA, citando fontes, tuitou que Merkel quer permanecer como chanceler mesmo deixando a liderança da CDU.

Os acontecimentos desta segunda-feira ocorreram depois que a CDU terminou em primeiro lugar, mas perdeu apoio, em uma eleição no Estado de Hesse, no oeste do país --o segundo revés eleitoral para a aliança conservadora de Merkel nas últimas semanas.

Deixar o cargo de presidente do partido permitiria que um novo presidente da CDU construísse um perfil próprio antes da próxima eleição nacional, prevista para 2021. A favorita de Merkel para sucedê-la é a secretária-geral da CDU, Annegret Kramp-Karrenbauer.

Os problemas internos de Merkel podem limitar sua capacidade de liderança na União Europeia, no momento em que o bloco está lidando com o Brexit, com uma crise orçamentária na Itália e com a perspectiva de partidos populistas obterem ganhos nas eleições para o Parlamento Europeu no próximo mês de maio.

(Reportagem de Andreas Rinke)