Topo

Governo da Nicarágua ordena retirada do ar de canal de TV de oposição

01/12/2018 16h09

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - O governo de Daniel Ortega ordenou operadoras de TV por satélite na Nicarágua que retirem de sua grade o sinal do canal de oposição 100% Noticias, que tem sido um dos poucos veículos a cobrir as manifestações contra o governo desde que começaram os protestos no país há sete meses.

O Instituto de Telecomunicações e Correios (Telcor) notificou na noite de sexta-feira as empresas de TV a cabo, ressaltando que, como regulador, é quem deve solicitar a inclusão de um canal em suas grades.

"Por conseguinte, e sendo que por seus meios é retransmitido o canal 100% Noticias sem a prévia autorização do regulador, solicitamos que retirem o canal 100% Noticias do sistema de televisão por satélite", ordenou o Telcor.

A medida não atinge as operadoras de TV a cabo que não oferecem sinal via satélite. O 100% Noticias é transmitido exclusivamente pela televisão fechada.

A medida foi rechaçada pelo quadro do canal de televisão e organizações de imprensa como a PEN Internacional.

"É uma passada de conta porque temos nos mantido informando o povo", disse à Reuters Miguel Mora, diretor do 100% Noticias, em uma entrevista por telefone.

Mais de 300 pessoas perderam suas vidas e pelo menos 2.000 ficaram feridas durante os protestos que começaram em abril contra os planos do governo de cortar os benefícios sociais. Várias organizações de direitos humanos, incluindo a ONU, denunciaram uma violação sistemática dos direitos humanos durante os quase oito meses de manifestações.

(Por Ismael López)