PUBLICIDADE
Topo

EUA propuseram realizar conversas sobre controle de armas com a Rússia, diz autoridade

24/01/2019 15h25

Por Jonathan Landay

WASHINGTON (Reuters) - Os Estados Unidos propuseram realizar conversas com a Rússia sobre questões envolvendo o controle de armas nos bastidores de uma cúpula da Organização das Nações Unidas (ONU) em Pequim na próxima semana, disse autoridade do Departamento de Estado norte-americano nesta quinta-feira.

A subsecretária de Estado, Andrea Thompson, disse a repórteres que as conversas quase certamente incluirão uma disputa sobre um tratado da era da Guerra Fria, firmado para limitar o número de mísseis de médio alcance.

Washington se comprometeu a deixar o pacto devido ao que descreveu como o posicionamento de um novo míssil de cruzeiro por parte de Moscou que violaria o Tratado de Forças Nucleares de Alcance Intermediário (INF).

Moscou tem negado que o míssil em questão, o Novator 9M729 (chamado de SSC-8 pela Otan), viole o acordo, que proíbe ambos os lados de estabelecer mísseis terrestres de curto e médio alcance na Europa.

Moscou diz que o alcance do míssil o deixa fora do tratado e tem acusado os Estados Unidos de inventarem uma desculpa falsa para se retirar de um acordo do qual já queria sair para desenvolver seus próprios novos mísseis.

Andrea disse que os Estados Unidos apresentaram à Rússia uma proposta para realizar um teste “verificável” do alcance do míssil, mas que Moscou não aceitou o plano.

A menos que os russos voltem a cumprir o tratado INF, os Estados Unidos deixarão o pacto no final de um período de 60 dias em 2 de fevereiro, disse Andrea.

(Reportagem de Jonathan Landay)