Topo

STF suspende ações penais contra Bolsonaro em razão de imunidade presidencial

12/02/2019 10h40

BRASÍLIA (Reuters) - O ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou a suspensão da tramitação de duas ações penais contra o presidente Jair Bolsonaro em razão da imunidade que ele tem de não poder ser processado por fatos anteriores ao mandato presidencial.

Os processos que ficarão parados até o fim do mandato de Bolsonaro referem-se ao episódio de 2014 quando o então deputado federal disse que não estupraria a colega de Câmara dos Deputados Maria do Rosário (PT-RS), porque ela “não merecia”.

A decisão de Fux, publicada nesta terça-feira, também suspendeu a conta do prazo de prescrição do caso.

"Suspendo o processamento das APs 1007 e 1008, com a concomitante suspensão dos respectivos prazos prescricionais, retroativamente a 1º de janeiro de 2019... e na forma dos precedentes deste Supremo Tribunal Federal", determinou o magistrado.

(Reportagem de Ricardo Brito)