PUBLICIDADE
Topo

EUA impõem sanções à mineradora estatal da Venezuela

19/03/2019 13h12

WASHINGTON (Reuters) - Os Estados Unidos impuseram sanções contra a mineradora estatal da Venezuela, Minerven, e seu presidente, Adrián Perdomo, em tentativa de estender o corte de financiamento ao governo do chefe de Estado venezuelano, Nicolás Maduro.

O anúncio foi feito dias após Uganda afirmar que estava investigando sua maior refinaria de ouro por importar o metal da Venezuela. Washington alertou a comerciantes que não negociassem ouro venezuelano ou petróleo.

"O regime ilegítimo de Maduro está podando a riqueza da Venezuela enquanto ameaça os povos indígenas ao invadir áreas protegidas e causar desmatamento e perda de habitat", disse o secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, em um comunicado.

    O líder da oposição venezuelana, Juan Guaidó, que invocou a Constituição para se autoproclamar presidente interino em janeiro, sob alegação de que a reeleição de Maduro não foi legítima, tentou impedir as vendas de ouro, argumentando que Maduro usa os recursos para tentar manter-se solvente.

    Maduro está sob intensa pressão para renunciar, com a Venezuela em uma profunda crise econômica e seu governo sob condenações internacionais generalizadas devido a uma suposta fraude em sua reeleição de 2018.

A maioria dos países ocidentais apoiou Guaidó como chefe de Estado da Venezuela.