PUBLICIDADE
Topo

Suspeito de ataque em Utrecht admite culpa a juiz, dizem procuradores

22/03/2019 12h31

AMSTERDÃ (Reuters) - Um homem suspeito de matar três pessoas em um tiroteio em um bonde na cidade de Utrecht nesta semana, admitiu sua culpa a um juiz nesta sexta-feira e disse que agiu sozinho, afirmaram promotores holandeses.

Nascido na Turquia, Gokmen Tanis, de 37 anos, é acusado de realizar o ataque de 18 de março com intenção terrorista. As autoridades também estão investigando se ele teve outros motivos pessoais.

Os promotores não deram mais detalhes sobre a confissão de Tanis, citando a importância de mais investigações.

A detenção de Tanis, que foi preso após uma perseguição pelas forças de segurança holandesas que durou sete horas na segunda-feira, foi prorrogada para duas semanas nesta sexta-feira, valor máximo permitido.

Ele deve comparecer ao tribunal novamente dentro de duas semanas, quando a detenção poderá ser extendida por até 90 dias.

Um homem de 40 anos, detido na terça-feira por ser dono da casa em que Tanis foi preso, foi liberado na sexta-feira, já que não havia evidências de seu envolvimento no tiroteio, disseram os promotores.

(Por Bart Meijer)