PUBLICIDADE
Topo

Descobertas do relatório Trump-Rússia devem sair no domingo

23/03/2019 17h16

WASHINGTON/WEST PALM BEACH (Reuters) - O resumo do Procurador-Geral dos Estados Unidos sobre o relatório do procurador especial que investigou interferência da Rússia nas eleições de 2016, e se a campanha de Trump coordenou com Moscou, não será entregue a legisladores neste sábado, disse um oficial, enquanto democratas prometem mais investigações. 

William Barr, principal autoridade da procuradoria nos EUA, estava examinando um relatório enviado a ele pelo procurador especial Robert Mueller, pretendendo enviar um resumo ao Congresso ao final deste fim de semana. 

O presidente republicano Donald Trump, em seu resort na Flórida neste fim de semana, permaneceu silencioso sobre o relatório de uma investigação que também procurou potenciais infrações de Trump, cujos problemas legais devem continuar, mesmo com o fim da investigação de Mueller.

Porta-voz da Casa Branca, Hogan Gidley afirmou a repórteres que a Presidência ainda não recebeu o relatório de Mueller, ou foi informada sobre ele.

Um oficial do Departamento de Justiça disse que Barr e seu vice estavam trabalhando próximos a conselheiros para determinar o que incluir em uma carta ao Congresso. Barr não entregará o resumo neste sábado, disse o oficial. 

(Por Andy Sullivan and Roberta Rampton)