Topo

Bolsonaro mantém indicação de Eduardo para embaixada e nega recuo

21/08/2019 12h05

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira que não há recuo e que irá enviar o nome de seu filho, Eduardo, ao Senado como indicado ao posto de embaixador nos Estados Unidos.

"Eduardo vai ser apresentado ao Senado, vai ser. Não tem recuo. É o momento certo. Eduardo está estudando, se preparando", disse.

No dia anterior, questionado novamente sobre o envio da mensagem ao Senado, o presidente disse que não queria submeter o filho "a um fracasso", o que foi interpretado como um sinal de que poderia desistir de indicar Eduardo para a embaixada caso houvesse riscos de uma derrota.

O nome do deputado precisa ser aprovado em votação secreta na Comissão de Relações Exteriores e no plenário da Casa. Eduardo vem fazendo o próprio lobby, mas o governo admite que os números ainda não dão segurança.

Enquanto isso, o Planalto segura o envio da mensagem com a indicação.

Perguntado se o envio poderia acontecer em setembro, Bolsonaro disse que pode fazê-lo depois do feriado de 7 de setembro, mas que o filho é quem vai dizer quando seu nome pode ser enviado.

"Essa pergunta fica para o Eduardo, ele que vai sentir o timing. Eu apenas vou usar a caneta Bic", afirmou.

(Reportagem de Lisandra Paraguassu)

Mais Notícias