Topo

Partículas de plástico em água potável apresentam "baixo" risco, indica OMS

22/08/2019 11h37

Por Stephanie Nebehay

GENEBRA (Reuters) - Microplásticos presentes na água potável representam um "baixo" risco à saúde humana nos atuais níveis, mas são necessárias mais pesquisas para tranquilizar os consumidores, informou a Organização Mundial da Saúde (OMS) nesta quinta-feira.

Estudos realizados no último ano sobre partículas de plástico detectadas em águas de torneira e garrafa despertaram preocupação pública, mas os dados limitados parecem reconfortantes, disse a agência da Organização das Nações Unidas em seu primeiro relatório sobre os potenciais riscos para a saúde associados à ingestão.

As partículas chegam à água potável predominantemente por escoamento e efluentes, afirmou a OMS. As evidências mostram que os microplásticos encontrados em parte da água engarrafada aparentam decorrer do processo de engarrafamento e/ou embalamento, como tampas de plástico, acrescentou.

"A principal mensagem é para garantir aos consumidores de água ao redor do mundo que, com base nesse resultado, nossa avaliação do risco indica que ele é baixo", disse Bruce Gordon, funcionário da OMS.

A organização não recomendou monitoramento de rotina para microplásticos na água potável. No entanto, pesquisas devem se concentrar em questões que incluem o que acontece com aditivos químicos nas partículas ao entrarem no trato gastrointestinal.

"Sobre essas partículas de menor tamanho, para as quais há realmente evidências limitadas, precisamos saber mais sobre o que está sendo absorvido, a distribuição e o impacto", disse uma das autoras da pesquisa, a especialista técnica da OMS Jennifer De France.

(Reportagem adicional de Kate Kelland em Londres)

Mais Notícias