Topo

Maratona dá a Tóquio gostinho do que esperar dos Jogos 2020

15/09/2019 15h05

Por Mari Saito e Kwiyeon Ha

TÓQUIO (Reuters) - Tóquio realizou uma maratona neste domingo como um teste para saber se organizadores, atletas e espectadores podem lidar com as temperaturas sufocantes esperadas para os Jogos Olímpicos do ano que vem.

A corrida de domingo contou com tendas equipadas com máquinas nebulizadoras para os espectadores. Os funcionários distribuíram cubos de gelo e lenços gelados para as famílias que esperavam ao sol. Em algumas das paradas, autoridades disseram que também planejaram distribuir ventiladores de mão em plástico.

Os corredores estavam otimistas de que os atletas serão capazes de lidar com o calor durante a Olimpíada do ano que vem, mas alguns espectadores expressaram preocupação em animar os corredores em condições sufocantes.

"Ontem estava frio, mas perto do fim (da corrida) o sol apareceu", disse Rei Ohara, que desmaiou depois de terminar em terceiro na corrida feminina. "Senti o calor, mas os organizadores nos deram gelo e água, então acho que foi uma corrida fácil para todos."

Os organizadores estão suando para saber como vão proteger os atletas da insolação e manter os espectadores resfriados durante o verão notoriamente quente e abafado de Tóquio.

As temperaturas em Tóquio nos meses de julho e agosto, quando a cidade sediará os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos, geralmente ultrapassam os 30 graus Celsius, com a alta umidade aumentando o desconforto das pessoas.

No domingo, as temperaturas chegaram a 30 graus, mas pairavam em torno de 22 graus em tendas sombreadas ao lado da via.

"Vamos analisar todo o know-how e medidas que conseguimos obter hoje para melhorar nossas medidas de combate ao calor", disse a governadora de Tóquio, Yuriko Koike, a repórteres.

Os organizadores planejam iniciar as maratonas às 6 da manhã no próximo ano para evitar o calor do meio-dia, com as principais ruas em grande parte do percurso de 42 quilômetros pintadas com uma resina que, segundo eles, vai reduzir a temperatura em até oito graus Celsius.

A corrida de teste deste domingo começou por volta das 8h50 para os homens e 9h10 para as mulheres.

No mês passado, as preocupações com o calor levaram a União Internacional de Triatlo a diminuir a distância do segmento de corrida em um evento de qualificação em Tóquio.

Hideo Nakatani e sua esposa, Kuniko, foram torcer pelos corredores na maratona de domingo de manhã. Ambos são adeptos da corrida e temem que as temperaturas do verão de Tóquio possam afetar os corredores no próximo ano.

"Eu sei que o evento real será realizado mais cedo no próximo ano, mas ainda será úmido e muito quente", disse Hideo, 66 anos, que usava chapéu, óculos escuros e cachecol gelado no pescoço.

Mais Notícias