Topo

Tragédia em Brumadinho


PF indicia 7 funcionários de Vale e 6 da TÜV SÜD por tragédia de Brumadinho

Giazi Cavalcante - 25.fev.2019/Código 19/Estadão Conteúdo
Imagem: Giazi Cavalcante - 25.fev.2019/Código 19/Estadão Conteúdo

Marta Nogueira

No Rio

20/09/2019 11h49

A Polícia Federal indiciou sete funcionários da Vale e seis da consultora TÜV SÜD pelos crimes de falsidade ideológica e uso de documentos falsos em processo sobre o rompimento de barragem em Brumadinho (MG), de acordo com relatório do inquérito policial obtido pela Reuters e uma fonte com conhecimento do assunto.

As duas empresas também foram indiciadas no caso que investiga a tragédia, que deixou mais de 240 mortos, em janeiro.

A Polícia Federal não divulgou imediatamente informações sobre os indiciamentos, que resultam da primeira parte das investigações da PF sobre o caso, que também é investigado pela Polícia Civil do Estado.

O desastre de Brumadinho liberou uma onda de lama de rejeitos de mineração, que atingiu mata, comunidades e rios da região.

A Vale disse em nota ao mercado que tomou conhecimento, nesta sexta-feira, dos resultados do primeiro inquérito da PF.

"A Vale avaliará detalhadamente o inteiro teor do relatório policial antes de qualquer manifestação de mérito, ressaltando apenas que a empresa e seus executivos continuarão contribuindo com as autoridades e responderão às acusações no momento e ambiente oportunos", disse a companhia, sem dar mais detalhes.

A TÜV SÜD afirmou que não vai comentar o assunto.

Não ficou imediatamente claro se os indiciados ainda têm contrato de trabalho com as empresas.

CPI de Brumadinho apresenta relatório final

Band Notí­cias

Mais Tragédia em Brumadinho