Topo

Biden diz que Trump não tem "senso de empatia" pela classe média dos EUA

23/10/2019 20h16

Por Trevor Hunnicutt

SCRANTON, EUA (Reuters) - O candidato à indicação democrata para a Presidência dos Estados Unidos, Joe Biden, atacou as políticas econômicas do presidente Donald Trump nesta quarta-feira, dizendo a eleitores no Estado da Pensilvânia que a classe média está "com problemas".

"Não acho que Donald Trump seja capaz de entender isso - ele não parece ter nenhum senso de empatia", disse Biden diante de uma plateia de mais de 200 pessoas em Scranton, Pensilvânia, onde ele cresceu.

Biden declarou que Trump está desperdiçando uma economia forte deixada pelo ex-presidente Barack Obama, de quem Biden foi vice-presidente. Biden concentrou seu fogo no presidente republicano em vez dos rivais em seu próprio Partido Democrata.

"A classe média construiu este país", disse Biden, mas "eles estão com problemas", muitos sem assistência médica ou lutando para pagar suas contas.

A Pensilvânia será chave para as eleições presidenciais de 2020. Trump venceu no Estado em 2016 contra a democrata Hillary Clinton por apenas 44.292 votos.

Trump falaria ainda nesta quarta-feira em um evento da indústria de petróleo e gás em Pittsburgh. Uma porta-voz de sua campanha, Erin Perrine, disse em comunicado que Biden está sem contato com a classe média norte-americana.

"Sob o governo Trump, os trabalhadores estão prosperando, o desemprego atingiu níveis recordes de baixa, os salários estão subindo e os impostos foram cortados, beneficiando TODOS os americanos", afirmou ela.

Biden voltou sua atenção para a economia depois de passar grande parte das últimas semanas atacando Trump por sua decisão de retirar forças da Síria e pelas alegações do presidente, oferecidas sem provas, sobre os negócios estrangeiros do filho de Biden, Hunter.

Notícias