Topo

Justiça Federal do Paraná aceita denúncia da Lava Jato contra executivos de empreiteiras

Segundo as investigações, as empresas teriam organizado um "clube de empreiteiras" - David Mercado/Reuters/VEJA
Segundo as investigações, as empresas teriam organizado um "clube de empreiteiras" Imagem: David Mercado/Reuters/VEJA

25/10/2019 22h10

A 13ª Vara Federal de Curitiba recebeu denúncia oferecida pela força-tarefa da Lava Jato contra 11 executivos de empreiteiras pelo crime de formação de cartel no âmbito da Petrobras, informou o Ministério Público Federal nesta sexta-feira.

Segundo o MPF, as denúncias aceitas pela Justiça envolvem nomes de empresas como OAS, Mendes Júnior, Engevix, Alusa e Galvão Engenharia.

Segundo as investigações, as empresas teriam organizado um "clube de empreiteiras", por mais de dez anos, loteando as principais obras da Petrobras.

De acordo com o Ministério Público, houve abuso de poder econômico na atuação das empresas, que se utilizavam da fixação artificial de preços e, entre 1998 e 2014, teriam promovido o controle do mercado de montagens e construção civil da Petrobras em licitações da estatal.

De acordo com o Ministério Público, o esquema investigado teria custado mais de 19 bilhões de reais aos cofres públicos.

Política