PUBLICIDADE
Topo

Greta Thunberg comemora aniversário com greve climática, mas sem bolo

Ativista completou 17 anos no dia em que participou de um protesto de sete horas diante do Parlamento sueco - Claudio Bresciani/TT News Agency/AFP
Ativista completou 17 anos no dia em que participou de um protesto de sete horas diante do Parlamento sueco Imagem: Claudio Bresciani/TT News Agency/AFP

Colm Fulton

Da Reuters, em Estocolmo (Suécia)

03/01/2020 13h55

"Não sou o tipo de pessoa que comemora aniversários", disse Greta Thunberg ao fazer 17 anos de idade hoje, marcando a ocasião com seu estilo inimitável: um protesto de sete horas diante do Parlamento sueco.

A ativista climática enfrentou o rigor do inverno de sua nativa Estocolmo para continuar a Greve Escolar das Sextas-feiras pelo Clima, campanha que se repete semanalmente e que ajudou a catapultá-la à fama internacional.

"Fico aqui de greve das 8h às 15, como sempre... Depois vou para casa", disse à Reuters Greta, que a revista Time escolheu como Pessoa do Ano de 2019.

"Não terei bolo de aniversário, mas teremos um jantar."

Os últimos 12 meses foram movimentados para Greta, que cruzou o globo de carro, trem e barco — mas não de avião — para exigir ações contra a mudança climática.

"Foi um ano estranho e agitado, mas também ótimo, porque encontrei algo que quero fazer da vida, e o que estou fazendo está causando impacto", disse.

Quando tinha 15 anos, Greta começou a faltar às aulas às sextas-feiras para protestar diante do Parlamento sueco para pressionar seu governo a cortar as emissões de carbono. Sua campanha desencadeou um movimento popular que se tornou mundial, inspirando milhões de pessoas a agir.

Ativista Greta Thunberg é eleita personalidade do ano

Band Notí­cias

Internacional