PUBLICIDADE
Topo

Premiê da Ucrânia oferece renúncia após gravação insinuar crítica ao presidente

Gleb Garanich
Imagem: Gleb Garanich

17/01/2020 10h36

Por Pavel Polityuk

KIEV (Reuters) - O primeiro-ministro da Ucrânia, Oleksiy Honcharuk, ofereceu sua renúncia, nesta sexta-feira, depois que uma gravação de áudio deu a entender que ele criticou o presidente Volodymyr Zelenskiy, mas depois pareceu insinuar que pode continuar no cargo.

Zelenskiy estudará a carta de renúncia ainda nesta sexta-feira, informou o gabinete da Presidência.

A especulação a respeito da posição de Honcharuk aumentou nesta semana depois que uma gravação de um homem debatendo a suposta falta de conhecimento de Zelenskiy sobre economia, aparentemente durante uma reunião entre o premiê, o ministro das Finanças e o Banco Nacional da Ucrânia (NBU) ocorrida em dezembro, foi circulada em canais de mensagens.

Zelenskiy é um ex-comediante que não tinha experiência política ao assumir o poder após uma eleição no ano passado, um fruto da revolta popular com a corrupção dos poderosos.

Honcharuk disse nesta sexta-feira que a gravação foi adulterada e composta de fragmentos diferentes do que foi dito em reuniões de governo.

"Seus conteúdos criados artificialmente criam a impressão de que minha equipe e eu não respeitamos o presidente, que é nosso líder político", disse Honcharuk nas redes sociais. Ele não disse se a voz registrada é a sua.

Autoridades do Banco Central e o Ministério das Finanças não quiseram comentar a gravação.

Contatado pela Reuters pouco após o anúncio e indagado se pretende de fato renunciar, Honcharuk respondeu: "Não tirem conclusões precipitadas".

(Reportagem adicional de Natalia Zinets em Kiev e Tom Arnold em Londres)

Notícias