PUBLICIDADE
Topo

BC segue acompanhando volatilidade do câmbio, ainda não tem explicação sobre causas, diz Campos Neto

16/07/2020 15h14

Por Marcela Ayres

(Reuters) - O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, disse nesta quinta-feira que a autarquia ainda não tem uma boa explicação sobre as causas do aumento da volatilidade do câmbio no país, e continua investigando a questão.

Em evento do banco Itaú, Campos Neto detalhou que, entre as causas examinadas, está o maior volume de trading de contratos de menor volume, de investidores menores. Ele ponderou, contudo, que há alguma evidência de que a pulverização do trading gera volatilidade menor, e não maior.

Outras explicações, que Campos Neto disse também achar ruins, são o overhedge dos bancos e robôs de trading com volumes mais expressivos que estariam aproveitando o cenário de juros baixos no Brasil. "Investigamos isso também, e não é verdade", afirmou sobre essa segunda hipótese.

Segundo Campos Neto, uma última explicação dada para o aumento da volatilidade é que a política monetária estaria chegando perto do "lower bound". "Pode ser que estejamos desenvolvendo coisa nesse sentido? Pode ser, mas não temos evidência", afirmou.

O presidente do BC disse ter a sensação de que a volatilidade tende a diminuir e que o BC segue acompanhando a questão.

(Reportagem adicional de Isabel Versiani)