PUBLICIDADE
Topo

Agentes federais dos EUA voltam a lançar gás lacrimogêneo contra manifestantes em Portland

24/07/2020 10h45

Por Deborah Bloom

PORTLAND, EUA (Reuters) - Agentes federais dos Estados Unidos lançaram gás lacrimogêneo contra manifestantes do movimento Vidas Negras Importam no centro de Portland na manhã desta sexta-feira, o 56º dia seguido de protestos, em meio a uma preocupação crescente com o uso de agentes da patrulha de fronteira na cidade.

Posicionados atrás de uma cerca de aço, agentes começaram a disparar gás lacrimogêneo depois que um grupo pequeno de manifestantes, muitos com máscaras e capacetes, ateou fogo na entrada do edifício do tribunal federal pouco depois da meia-noite.

Dizendo que estavam sendo atingidos por projéteis, agentes federais declararam a manifestação ilegal e forçaram os manifestantes a se afastarem um quarteirão do tribunal.

Depois os agentes recuaram para um canto diferente da corte e confrontaram manifestantes naquele local, lançando mais bombas de gás que ricochetearam nas paredes de prédios na direção dos manifestantes. Jornalistas eram claramente identificáveis na multidão.

Forças de segurança têm usado gás lacrimogêneo e cacetetes contra manifestantes com frequência durante os tumultos. O Departamento de Justiça dos EUA disse na quinta-feira que investigará o uso de força por parte dos agentes federais em Portland depois de mais uma noite de distúrbios durante a qual o próprio prefeito, Ted Wheeler, foi atingido pelo gás.

As investigações surgem em reação à revolta pública com a mobilização de agentes federais da patrulha de fronteira em Portland contra o desejo das autoridades municipais. O governo do presidente norte-americano, Donald Trump, disse que está enviando um contingente semelhante a Seattle.

Mais cedo na quinta-feira, um juiz federal emitiu uma medida cautelar temporária proibido as forças federais da lei de usarem força contra jornalistas e observadores legais nos protestos de Portland. A decisão veio na esteira de uma ação civil apresentada em nome de jornalistas que agentes federais atingiram com "munições de impacto" não-letais.

Manifestantes e autoridades municipais veem a mobilização de agentes em Portland como uma manobra de Trump para reforçar sua campanha de "lei e ordem" por estar enfrentando dificuldades na batalha pela reeleição.

O secretário de Segurança Interna, Chad Wolf, disse que todos os agentes federais vêm fazendo prisões legais e que estão devidamente identificados como agentes da lei.

(Reportagem adicional de Rama Venkat em Bengaluru)