PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Merkel diz que variantes da covid criam risco de terceira onda e pede cautela

Merkel diz que variantes da covid criam risco de terceira onda e pede cautela - Michael Kappeler/Pool/AFP
Merkel diz que variantes da covid criam risco de terceira onda e pede cautela Imagem: Michael Kappeler/Pool/AFP

24/02/2021 15h34

Novas variantes da Covid-19 criam o risco de uma terceira onda de infecções na Alemanha, e o país precisa agir com grande cautela para que um novo isolamento nacional não se torne necessário, disse a chanceler, Angela Merkel, ao jornal Frankfurter Allgemeine Zeitung.

O número de novas infecções diárias estagnou ao longo da semana passada, e a taxa de incidência de sete dias paira em torno de 60 casos para cada 100 mil habitantes. Nesta quarta-feira, a Alemanha relatou 8.007 novas infecções e 422 mortes adicionais.

"Por causa delas (variantes), estamos entrando em uma nova fase da pandemia, da qual uma terceira onda pode emergir", disse Merkel. "Por isso, precisamos agir sábia e cautelosamente para que uma terceira onda não torne necessário um novo isolamento completo em toda a Alemanha."

Merkel e premiês estaduais da Alemanha, o país mais populoso da Europa e sua maior economia, concordaram em prorrogar as restrições para conter a disseminação do coronavírus até 7 de março.

Salões de cabeleireiro poderão reabrir a partir de 1º de março, mas o limiar para uma reativação gradual do resto da economia mira uma taxa de infecção de não mais de 35 casos para cada 100 mil habitantes ao longo de sete dias.

Vacinas e exames abrangentes poderiam permitir "uma abordagem mais diferenciada regionalmente", disse Merkel na entrevista ao jornal, publicada na internet nesta quarta-feira.

Internacional