PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Unidade da Sinopharm pede aprovação para uso público de vacinas contra covid-19 na China

Logo da Sinopharm - Bobby Yip/Reuters
Logo da Sinopharm Imagem: Bobby Yip/Reuters

24/02/2021 08h27

Uma unidade da China National Pharmaceutical Group (Sinopharm) e a CanSino Biologics Inc (CanSinoBIO) solicitaram uma aprovação de uso público de suas vacinas contra covid-19 na China que, se concedida, significará que o país terá quatro vacinas aprovadas desenvolvidas localmente.

Embora a China ainda não tenha aprovado vacinas desenvolvidas por farmacêuticas ocidentais, concedeu autorização para produtos domésticos para uso em grupos seletos ou para o público em geral que também ganharam terreno em países em desenvolvimento que enfrentam uma disparada de infecções de coronavírus.

Filiado à Sinopharm, o Instituto de Produtos Biológicos de Wuhan disse hoje que sua vacina tem uma taxa de eficácia de 72,51% contra a Covid-19, a doença causada pelo vírus, citando uma análise provisória de dados de um estudo clínico de estágio avançado, mas sem dar detalhes.

A vacina já foi dada a grupos limitados de pessoas com risco mais alto de infecção graças a um programa de vacinação de emergência iniciado em julho.

Ela é uma de duas candidatas da Sinopharm que entraram em testes clínicos de estágio avançado no exterior.

A outra, desenvolvida por uma subsidiária da Sinopharm sediada em Pequim, recebeu aprovação para uso público em dezembro depois de meses de uso emergencial entre grupos específicos, como profissionais de saúde e funcionários de estatais que viajam ao exterior a trabalho.

Internacional