PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Sob pressão da UE, AstraZeneca diz que espera cumprir meta de entrega de vacinas

Sob pressão da UE, AstraZeneca diz que espera cumprir meta de entrega de vacinas - Getty Images
Sob pressão da UE, AstraZeneca diz que espera cumprir meta de entrega de vacinas Imagem: Getty Images

25/02/2021 17h19

BRUXELAS (Reuters) - O CEO da AstraZeneca, Pascal Soriot, disse nesta quinta-feira que espera atender às expectativas da União Europeia sobre o número de vacinas contra Covid-19 que a empresa pode entregar ao bloco no segundo trimestre, após grandes atrasos nos primeiros três meses do ano.

O laboratório anglo-sueco tem sido criticado na UE pelo atraso no fornecimento de vacinas ao bloco de 27 países, que encomendou 300 milhões de doses até ao final de junho.

"Estamos trabalhando 24 horas por dia, 7 dias por semana para melhorar a entrega e esperamos alcançar as expectativas para o segundo trimestre", disse Soriot aos parlamentares da UE em uma audiência pública.

De acordo com contrato com a UE, a empresa se comprometeu a entregar 180 milhões de doses no segundo trimestre.

Soriot não mencionou a meta de 180 milhões, mas disse estar confiante de que a empresa será capaz de aumentar a produção no segundo trimestre usando fábricas fora da UE que não tiveram problemas de produção, inclusive nos Estados Unidos.

Ele confirmou que a empresa está tentando entregar 40 milhões de doses da vacina contra Covid-19 para a UE até o final de março, o que é menos da metade da quantidade prometida para o trimestre no contrato.

A UE, que está muito atrás dos Estados Unidos e do ex-membro do bloco Reino Unido na vacinação de sua população, tem solicitado repetidamente que a empresa forneça mais doses.

Internacional