PUBLICIDADE
Topo

Saúde

Conteúdo publicado há
1 mês

Países ameaçam esquema de vacinas Covax fazendo seus próprios acordos, diz OMS

Há tempos a OMS pede que países ricos façam com que as vacinas sejam compartilhadas justamente - iStock
Há tempos a OMS pede que países ricos façam com que as vacinas sejam compartilhadas justamente Imagem: iStock

Michael Shields

26/02/2021 16h07Atualizada em 26/02/2021 16h31

GENEBRA (Reuters) - Países que buscam suas próprias doses de vacinas contra Covid-19 estão fechando acordos com farmacêuticas que ameaçam o suprimento do programa global Covax para países pobres e de renda média, alertou a Organização Mundial da Saúde (OMS) nesta sexta-feira.

"Agora, países ainda estão buscando acordos que comprometerão o suprimento da Covax", disse Bruce Aylward, conselheiro sênior da OMS, em uma entrevista coletiva. "Sem dúvida".

Há tempos a OMS pede que países ricos façam com que as vacinas sejam compartilhadas justamente. A entidade é uma das líderes do Covax, programa criado para abastecer centenas de milhões de doses de vacinas para países pobres e de renda média ? mas até agora o Covax teve uma distribuição lenta.

"Não podemos derrotar a Covid sem igualdade de vacinas. Nosso mundo não se recuperará rápido o suficiente sem igualdade de vacinas, isto está claro", disse o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus.

"Fizemos um grande progresso. Mas este progresso é frágil. Precisamos acelerar o suprimento e a distribuição de vacinas contra Covid-19, e não podemos fazer isso se alguns países continuam a abordar fabricantes que estão produzindo vacinas com as quais a Covax conta".

"Estas ações minam o Covax e privam profissionais de saúde e pessoas vulneráveis de todo o mundo de vacinas que salvam vidas."

Ele também pediu que países dispensem regras de propriedade intelectual para que outros países possam fazer vacinas mais rapidamente.

"Se não agora, quando?"

Saúde