PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Venezuela recebe vacinas contra coronavírus doadas pela China

Foram 500 mil doses da vacina contra coronavírus da chinesa Sinopharm, assim como material de proteção para profissionais de saúde - iStock
Foram 500 mil doses da vacina contra coronavírus da chinesa Sinopharm, assim como material de proteção para profissionais de saúde Imagem: iStock

Vivian Sequera

02/03/2021 15h42

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse que 500 mil doses da vacina contra coronavírus da chinesa Sinopharm chegaram ao país sul-americano, assim como material de proteção para profissionais de saúde.

A vice-presidente venezuelana, Delcy Rodríguez, recebeu o carregamento na noite de segunda-feira, noticiou a mídia estatal.

"A vacina chinesa reforçará o processo de imunização", disse Maduro no Twitter também na noite de ontem

Ele agradeceu o presidente chinês, Xi Jinping, por sua "cooperação e solidariedade" ao doar a vacina à Venezuela, que está enfrentando uma crise econômica profunda que arruína seu sistema de saúde.

Rodríguez disse que as doses de vacina e os suprimentos médicos serão usados para inocular médicos, enfermeiros, professores e profissionais de segurança.

A Venezuela recebeu as primeiras 100 mil doses da vacina contra coronavírus russa Sputnik V no dia 13 de fevereiro. A nação, que tem cerca de 25 milhões de habitantes, investiu 200 milhões de dólares para comprar 10 milhões de doses da vacina russa.

O governo socialista de Maduro tem laços estreitos com a Rússia e a China.

Um conselheiro do líder opositor Juan Guaidó, que é reconhecido pelos Estados Unidos e por dúzias de outros países como o presidente legítimo da Venezuela, disse na semana passada que o país-membro da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) pode começar a receber vacinas contra coronavírus do programa global de vacinas Covax em maio.

Internacional