PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
15 dias

Investigadores descobrem que policial ferido no Tennessee não foi alvo de arma de aluno

15/04/2021 13h14

(Reuters) - Um policial que foi ferido durante disparos dentro de uma escola secundária da cidade norte-americana de Knoxville, no Tennessee, foi atingido por uma bala que não foi disparada da arma do aluno que a polícia matou a tiros, de acordo com uma investigação preliminar.

O estudante de segundo grau de 17 anos, que abriu fogo na Escola Secundária Austin-East Magnet, foi baleado fatalmente na segunda-feira depois de um confronto com a polícia.

Os policiais que foram à escola localizaram o atirador em um banheiro e houve uma troca de tiros. O aluno morreu no local, e inicialmente a polícia disse que o policial ferido havia sido atingido quando o estudante disparou contra os agentes.

"Exames preliminares indicam que a bala que atingiu o agente do KPD (Departamento de Polícia de Knoxville) não foi disparada da arma de mão do estudante", disse o Bureau de Investigação do Tennessee (TBI) em um comunicado na quarta-feira.

O TBI disse que o aluno atirou primeiro e que os policiais reagiram.

O policial ferido, Adam Willson, atuava como agente escolar. Atingido na parte superior da perna, ele estava em estado grave após uma cirurgia, mas na terça-feira foi dito que ele estava se recuperando.

Investigadores não quiseram dizer se a bala que atingiu Willson partiu de sua própria arma ou de outro agente, de acordo com o jornal New York Times.

(Por Aakriti Bhalla em Bengaluru)

((Tradução Redação São Paulo, 5511 56447702)) REUTERS AC