PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Vlad, o vacinador: castelo do Drácula atrai visitantes com doses de vacina contra a covid-19

Castelo de Bran - ullstein bild via Getty Images
Castelo de Bran Imagem: ullstein bild via Getty Images

Luiza Ilie e Andrew Heavens

Em Bucareste (Romênia)

08/05/2021 15h47

Quem visitar o castelo do Drácula neste mês tem mais chance de sair com uma marca de vacina no braço do que de dentes no pescoço, após médicos organizarem um centro de vacinação na atração da Transilvânia.

Médicos e enfermeiros com adesivos de presas em seus jalecos estão oferecendo doses de graça da Pfizer para todos os visitantes no 14º centenário do Castelo de Bran, considerado a inspiração para a casa imponente do vampiro do romance "Drácula" de Bram Stoker.

Os funcionários do castelo esperam que o serviço leve mais pessoas ao local nas montanhas dos Cárpatos na Romênia, onde a quantidade de turistas despencou desde o começo da pandemia.

Qualquer pessoa pode aparecer sem hora marcada em qualquer fim de semana de maio. O visitante também tem entrada gratuita para a exibição de 52 instrumentos de tortura medieval no castelo.

"A ideia é mostrar como as pessoas eram picadas 500-600 anos atrás na Europa", disse o diretor de marketing do castelo Alexandru Priscu.

Um dos visitantes neste sábado era Fernando Orozco, desenvolvedor de mercado de energia renováveis de 37 anos que geralmente mora em Berlim e que estava trabalhando de forma remota na Romênia.

"Eu já estava planejando vir ao castelo e considerei uma promoção compre um, leve dois", disse.

O governo disse que quer vacinar 10 milhões de pessoas até setembro, mas uma pesquisa publicada em abril pelo think thank Globsec, da Bratislava, mostrou que romenos são os menos dispostos a serem vacinados entre membros do leste europeu da União Europeia.

Internacional