PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
15 dias

Espanha envia tropas a Ceuta após chegada de milhares de imigrantes do Marrocos pelo mar

18/05/2021 11h30

CEUTA, Espanha (Reuters) - A Espanha enviou tropas a Ceuta para patrulhar a fronteira com o Marrocos depois que milhares de imigrantes chegaram nadando ao enclave espanhol no norte da África, em um incidente que o primeiro-ministro Pedro Sánchez classificou como uma crise séria para o país e a Europa.

Soldados em veículos blindados estavam vigiando a praia de Ceuta nesta terça-feira. Dezenas de imigrantes que nadavam e caminhavam pela água perto da praia pareciam estar se distanciando das tropas, e centenas de outros possíveis imigrantes se postavam do lado marroquino da cerca que separa o enclave espanhol do Marrocos.

Vídeos compartilhados na internet mostraram imigrantes entrando em Ceuta mais cedo, nadando ou escalando a cerca, com a conivência das autoridades marroquinas.

De acordo com alguns especialistas, o Marrocos usa a tática de permitir a entrada de imigrantes em Ceuta como um instrumento de pressão sobre a Espanha, que revoltou o governo marroquino no mês passado ao internar o líder rebelde da Frente Polisário, do oeste do Saara, em um hospital espanhol.

"Isto está acontecendo por causa da passividade absoluta das autoridades marroquinas", disse o líder regional de Ceuta, Juan Jose Vivas, ao canal 24H TV, acrescentando que a situação é caótica e que agora é impossível dizer quantos imigrantes entraram.

"Isto transcende a migração, estamos falando da integridade territorial, da soberania e das fronteiras (da Espanha)".

(Por Belén Carreño, Joan Faus, Cristina Galán e Inti Landauro)

((Tradução Redação Rio de Janeiro; 55 21 2223-7128))

REUTERS PF