PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
1 mês

Biden diz que governadores republicanos prejudicam enfrentamento à covid-19

Joe Biden discursa na Casa Branca, em Washington - Evelyn Hockstein/Reuters
Joe Biden discursa na Casa Branca, em Washington Imagem: Evelyn Hockstein/Reuters

Nandita Bose

Da Reuters

16/09/2021 17h01Atualizada em 16/09/2021 18h11

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, atacou hoje os governadores da Flórida e do Texas, acusando os líderes republicanos de "fazerem tudo o que podem para minar os requisitos de salvamento" propostos pelo governo federal para conter a disseminação da covid-19.

Alguns governadores republicanos, incluindo Greg Abbott, do Texas, e Ron DeSantis, da Flórida, prometeram lutar contra a obrigatoriedade da vacinação para grandes empresas que Biden estipulou na semana passada, em face do aumento de hospitalizações e mortes por Covid nos EUA, principalmente entre os não vacinados.

O governador do Mississippi, Tate Reeves, comparou a ordem de Biden à tirania.

"Proponho uma exigência para as vacinas da covid, e o governador desse Estado chama isso de 'movimento do tipo tirânico?'", disse Biden, observando que a pandemia já matou mais de 660 mil pessoas nos Estados Unidos.

"Este é o pior tipo de política ... e me recuso a ceder", afirmou Biden, acrescentando que as políticas implementadas pela Casa Branca são "o que a ciência nos diz para fazer".

Alguns Estados liderados por republicanos e uma minoria considerável de norte-americanos têm desafiado as recomendações de vacinas de autoridades de saúde, argumentando que as ordens infringem suas liberdades pessoais.

Com apenas 63% da população elegível dos EUA tendo recebido pelo menos uma dose de vacina, a taxa de vacinação dos EUA agora está abaixo da maioria das economias desenvolvidas.

A política de vacinas de Biden deve enfrentar uma série de contestações legais por parte dos republicanos, incluindo o procurador-geral do Arizona, Mark Brnovich, que se tornou o primeiro a abrir um processo contra ela na terça-feira.

O governadores DeSantis ameaçou multar as cidades e condados que exigem que os funcionários sejam vacinados contra a Covid-19, alegando que eles violam a lei estadual da Flórida.

Coronavírus