PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Johnson comandará homenagens a parlamentar assassinado no Reino Unido

18/10/2021 09h10

Por Michael Holden

LONDRES (Reuters) - O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, comandará nesta segunda-feira as homenagens a David Amess, parlamentar veterano que foi morto a facadas durante um encontro com seu eleitorado, e a polícia está interrogando um homem pelo que dizem poder ter sido um ataque terrorista.

Amess, de 69 anos, foi atacado na sexta-feira em uma igreja de Leigh-on-Sea, ao leste de Londres. No local, policiais armados prenderam o filho de 25 anos de um ex-conselheiro de mídia de um ex-premiê da Somália, e ele continua sob custódia.

O assassinato de Amess chocou seus colegas, que se reunirão no Parlamento mais tarde nesta segunda-feira, onde os trabalhos serão substituídos por um minuto de silêncio e homenagens lideradas por Johnson.

Mais tarde ainda, haverá uma procissão até a Igreja de Santa Margarete próxima para um culto em lembrança ao parlamentar que era pai de cinco filhos.

Familiares de Amess disseram que a morte cruel e violenta os deixou com os corações partidos.

"Forte e corajoso é uma maneira apropriada de descrever David. Ele era um patriota e um homem de paz", disse sua família.

"Então pedimos às pessoas que coloquem de lado suas diferenças e mostrem gentileza e amor a todos. Este é o único caminho adiante. Coloquem o ódio de lado e trabalhem pela união."

O assassinato de Amess, o segundo parlamentar britânico morto nos últimos cinco anos, provoca questionamentos sobre a segurança dos políticos e sobre quais ações deveriam ser adotadas contra as ofensas virtuais dirigidas contra eles.

((Tradução Redação São Paulo, 5511 56447759)) REUTERS ES