PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Coalizão global apreende 145,3 toneladas de cocaína, anuncia Marinha da Colômbia

29/11/2021 20h11

BOGOTÁ (Reuters) - Autoridades militares e policiais de mais de 40 países da Europa e das Américas apreenderam 145,3 toneladas de cocaína na oitava fase da Operação Orion, uma operação naval multinacional contra o tráfico de drogas, anunciou a Marinha colombiana nesta segunda-feira.

O número representa a maior quantidade de cocaína já apreendida durante a operação até hoje.

Cerca de 575 pessoas de diferentes nacionalidades foram presas durante a campanha, que aconteceu entre outubro e novembro, afirmou a Marinha da Colômbia, acrescentando que 49 embarcações foram detidas, assim como seis submarinos e três aeronaves.

A operação também confiscou 66 toneladas de maconha.

Desde o lançamento da Operação Orion em 2018, a iniciativa conjunta já apreendeu mais de 545 toneladas de cocaína e 224 toneladas de maconha, de acordo com a Marinha colombiana.

Apesar das décadas de combate ao narcotráfico, a Colômbia continua sendo uma das principais produtoras globais de cocaína e sofre pressão constante dos Estados Unidos para reduzir plantações de coca --principal ingrediente para a fabricação da droga-- assim como as unidades de processamento de cocaína.

No ano passado, a capacidade de produção de cocaína da Colômbia cresceu 7,9%, para 1.010 toneladas, de acordo com o Gabinete Nacional de Políticas de Controle de Drogas da Casa Branca.

Argentina, Belize, França e Suriname, entre outros, participaram da oitava fase da Operação Orion.

(Reportagem de Luis Jaime Acosta)