PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Papa chama crise migratória de "naufrágio da civilização"

05/12/2021 13h15

Por Philip Pullella e Lefteris Papadimas

LESBOS, Grécia (Reuters) - O Papa Francisco condenou neste domingo a exploração de migrantes para fins políticos durante visita à ilha grega de Lesbos, marcando a indiferença global à sua situação de "naufrágio da civilização".

Francisco caminhou pelo campo de Mavrovouni, que comporta cerca de 2.300 pessoas, parando para cumprimentar dezenas de refugiados e dando um abraço em um jovem africano.

A primeira visita de Francisco à ilha, um dos principais pontos de entrada de migrantes, foi em 2016. Na ocasião, o Papa levou 12 refugiados sírios de volta para a Itália com ele.

Francisco lamentou que "pouco tenha mudado" desde então.

O Mediterrâneo, onde milhares morreram tentando fazer a travessia do norte da África para a Europa, ainda era "um cemitério sombrio sem lápides".

"Por favor, vamos parar este naufrágio da civilização!", disse o Papa.