PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Vulcão na Indonésia retoma erupção e imagens de drone mostram destruição

Localidades da ilha de Java, na Indonésia, próximas ao vulcão ficaram cobertas por cinzas - Reprodução/ Twitter/ Reuters @reuters
Localidades da ilha de Java, na Indonésia, próximas ao vulcão ficaram cobertas por cinzas Imagem: Reprodução/ Twitter/ Reuters @reuters

Willy Kurniawan e Tommy Adriansyah

Em Sumberwuluh, na Indonésia*

06/12/2021 11h48Atualizada em 06/12/2021 20h52

Um vulcão da Indonésia voltou a ficar ativo nesta segunda-feira (6), lançando nuvens quentes de cinzas, dois dias depois de uma erupção violenta matar ao menos 22 pessoas e deixar dezenas de desaparecidos. Imagens de drone mostram a destruição em vilarejos cobertos pelas cinzas.

O Monte Semeru, a montanha mais alta da ilha de Java, entrou em erupção dramaticamente no sábado (4), disparando uma coluna imponente de cinzas que cobriu vilarejos próximos.

Imagens aéreas mostraram telhados emergindo de uma paisagem de cinzas, enquanto em terra militares, policiais e moradores revolviam a lama com as mãos para retirar vítimas.

O número de mortos subiu para 22 nesta segunda-feira (6), e 27 pessoas estavam desaparecidas, disse a agência de mitigação de desastres da Indonésia.

O vulcão voltou a entrar em erupção hoje, confirmou o Centro Indonésio de Mitigação de Desastres de Vulcanologia e Geologia em sua conta de Twitter, alertando para uma atividade sísmica contínua.

"O Semeru é um dos vulcões mais ativos da Indonésia... ele continuará ativo", disse Liswanto, chefe do Observatório do Vulcão Semeru, à Reuters.

Alguns moradores voltaram para casa para verificar os pertences e o gado, mas Liswanto pediu às pessoas que se mantenham a uma distância segura.

"As pessoas precisam ser mais vigilantes, porque a ameaça em potencial persiste", acrescentou ele.

*Com informações de reportagem adicional de Prasto Wardoyo e Agustinus Beo Da Costa, da Reuters

Internacional