PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Estados Unidos lembram 80º aniversário de ataque a Pearl Harbor

A ação matou 2.390 norte-americanos e os EUA declararam guerra ao Japão no dia seguinte - Pixabay
A ação matou 2.390 norte-americanos e os EUA declararam guerra ao Japão no dia seguinte Imagem: Pixabay

Kia Johnson e Andrea Shalal

Da Reuters

07/12/2021 10h52Atualizada em 07/12/2021 11h02

Os Estados Unidos lembraram o 80º aniversário do ataque japonês à base naval de Pearl Harbor, no Havaí, nesta terça-feira.

O ataque de 7 de dezembro de 1941 abalou um país que havia estado tão concentrado na Segunda Guerra Mundial na Europa que perdeu a noção da ameaça representada pelo Japão, de acordo com historiadores.

A ação matou 2.390 norte-americanos e os EUA declararam guerra ao Japão no dia seguinte.

Em uma manhã chuvosa de segunda-feira, uma cerimônia foi realizada em Pearl Harbor em homenagem aos 58 efetivos que morreram a bordo do navio de guerra USS Utah, a primeira embarcação a ser atingida.

"Na manhã de 7 de dezembro de 1941, nos primeiros minutos do ataque a Pearl Harbor, o Utah foi atingido por dois torpedos que causaram uma inundação grave", disse Jason Adams, comandante da Marinha dos EUA

"O chefe Tomich ficou na sala das máquinas, mantendo as caldeiras tão estáveis quanto possível para que os marinheiros pudessem sair do navio. O Utah naufragou matando 58 homens em 12 minutos", disse Adams em referência a Peter Tomich, um dos mortos.

Membros da Marinha dos EUA, veteranos, amigos e familiares ficaram de pé ouvindo os nomes dos mortos sendo lidos em voz alta, cada um acompanhado pelo dobrar de um sino.

O então presidente norte-americano, Franklin D. Roosevelt, fez história ao descrever o bombardeio como "uma data que viverá na infâmia".

Os EUA derrotaram o Japão em 1945, dias depois de ataques com bombas atômicas em Hiroshima e Nagasaki matarem centenas de milhares de civis.

Internacional