PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
3 meses

China diz que afastou navio de guerra norte-americano no Mar do Sul; EUA negam

14.jun.2018 - Imagem de arquivo de navio de guerra dos Estados Unidos USS Benfold no Mar das Filipinas - Divulgação via Reuters
14.jun.2018 - Imagem de arquivo de navio de guerra dos Estados Unidos USS Benfold no Mar das Filipinas Imagem: Divulgação via Reuters

Em Pequim

20/01/2022 09h42

As forças chinesas perseguiram, avisaram e afastaram uma embarcação militar dos Estados Unidos que adentrou águas próximas das Ilhas Paracel, no Mar do Sul da China, afirmaram as Forças Armadas chinesas hoje, mas a Marinha norte-americana negou que o navio tenha saído da rota por causa do alerta.

O Comando do Setor Sul do Exército de Libertação Popular afirmou que o USS Benfold entrou "ilegalmente" em águas territoriais chinesas sem permissão, violando a soberania do país, e que forças navais e aéreas chinesas seguiram o navio.

"Exigimos solenemente que os EUA parem imediatamente com tais ações de provocação, senão serão responsáveis pelas consequências sérias de eventos imprevisíveis", acrescentou.

A Marinha norte-americana rejeitou a ideia de que o Benfold se afastou por conta do alerta, mas pareceu confirmar que a embarcação estaria operando na área, dizendo que a missão refletia o comprometimento da Marinha norte-americana para defender a liberdade de navegação.

"A nota da República Popular da China sobre essa missão é falsa", disse o porta-voz da 7ª Frota Mark Langford em nota. A 7ª Frota é parte da força marinha dos EUA no Oceano Pacífico.

A embarcação Benfold estava conduzindo o que a Marinha chama de uma operação de liberdade de navegação que estava "de acordo com leis internacionais", disse a nota. O navio então "continuou conduzindo operações normais em águas internacionais".

A Marinha norte-americana conduz frequentemente missões do tipo no Mar do Sul da China para desafiar reivindicações territoriais chinesas.

Internacional