PUBLICIDADE
Topo

Guerra da Rússia-Ucrânia

Notícias do conflito entre Rússia e Ucrânia


Conteúdo publicado há
1 mês

Kremlin diz que Ucrânia é 'contraditória' em negociações de paz

Foto de arquivo: o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, está sentado em frente a uma tela eletrônica durante a coletiva de imprensa anual do presidente russo Vladimir Putin, realizada online em modo de videoconferência, em Moscou, Rússia em 17 de dezembro de 2020 - MAXIM SHEMETOV/REUTERS
Foto de arquivo: o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, está sentado em frente a uma tela eletrônica durante a coletiva de imprensa anual do presidente russo Vladimir Putin, realizada online em modo de videoconferência, em Moscou, Rússia em 17 de dezembro de 2020 Imagem: MAXIM SHEMETOV/REUTERS

27/05/2022 11h24

O Kremlin disse hoje que culpa a Ucrânia pelo fato de as negociações de paz entre os dois países estarem congeladas, dizendo que não está claro o que Kiev quer.

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, afirmou em uma ligação com repórteres: "A liderança ucraniana constantemente faz declarações contraditórias. Isso não nos permite entender completamente o que o lado ucraniano quer".

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, disse anteriormente que tentou repetidamente organizar uma reunião com o presidente russo, Vladimir Putin, para encerrar a guerra, mas que a Rússia ainda não parecia estar disposta a negociações de paz sérias.

"Há coisas para discutir com o líder russo. Não estou dizendo que nosso povo está ansioso para (eu) falar com ele, mas temos que enfrentar a realidade do que estamos vivendo", disse Zelensky em um discurso para uma instituição indonésia.

"O que queremos desta reunião? Queremos nossas vidas de volta. Queremos recuperar a vida de um país soberano dentro de seu próprio território", declarou ele.

As últimas negociações de paz presenciais conhecidas foram em 29 de março. Os contatos continuaram remotamente por um tempo, mas ambos os lados agora dizem que pararam.