PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Premiê britânico Johnson perde 2 ministros importantes em crise grave

05/07/2022 18h30

Por Elizabeth Piper e Alistair Smout e Andrew MacAskill

LONDRES (Reuters) - Os ministros britânicos das Finanças e da Saúde renunciaram nesta terça-feira, no que pareceu um golpe final para a liderança do primeiro-ministro Boris Johnson após ele tentar se desculpar pelo último escândalo a estremecer seu governo.

Tanto o ministro das Finanças, Rishi Sunak, quanto o ministro da Saúde, Sajid Javid, renunciaram no que pareceu ser uma publicação coreografada de cartas ao primeiro-ministro, nas quais ambos mencionaram a dificuldade de Johnson de comandar um governo que se atenha a padrões.

As renúncias aconteceram enquanto Johnson pedia desculpas pelo que classificou como o erro de não perceber que um ex-ministro, encarregado de cuidados pastorais, era inadequado para o cargo no governo após queixas de má conduta sexual serem registradas contra ele.

Ambos haviam apoiado publicamente Johnson durante meses de escândalo por conta da conduta de seu governo e da publicação de um relatório condenatório sobre festas no escritório e residência de Downing Street que violaram as regras de lockdown contra a Covid-19.

Sunak, que havia supostamente se desentendido com o primeiro-ministro em particular por conta de uma questão orçamentária, disse: "Para mim, a decisão de renunciar enquanto o mundo sofre as consequências econômicas da pandemia, da guerra na Ucrânia e outros desafios sérios, é uma decisão que não encaro com leveza".

"Entretanto, o público espera com direito que o governo seja conduzido de maneira apropriada, com competência e seriedade. Eu reconheço que esse pode ser meu último emprego em nível ministerial, mas acredito que vale a pena lutar por essas normas, e é por isso que renuncio".

Javid afirmou que muitos parlamentares e o público perderam a confiança na habilidade de Johnson de governar em nome do interesse nacional.

"Eu lamento dizer, no entanto, que é claro para mim que essa situação não irá mudar sob sua liderança - e por isso você perdeu a minha confiança também", disse Javid na carta a Johnson.

O premiê nomeou nesta terça Nadhim Zahawi como ministro das Finanças no lugar de Sunak. Zahawi era anteriormente secretário de Educação.

(Reportagem da Redação do Reino Unido)