Pentágono diz que uso de armas norte-americanas pela Ucrânia não está limitado à região de Kharkiv

WASHINGTON (Reuters) - A Ucrânia pode usar armas fornecidas pelos Estados Unidos para atingir forças russas que atacam tropas ucranianas em qualquer lugar da fronteira e na Rússia, e não apenas no território próximo à região de Kharkiv, disse o Pentágono nesta quinta-feira.

No mês passado, o presidente dos EUA, Joe Biden, autorizou Kiev a lançar armas fornecidas pelos Estados Unidos contra alvos militares dentro da Rússia. Mas autoridades afirmaram naquele momento que a decisão de Biden valia apenas para alvos russos perto da fronteira com a Ucrânia, na região de Kharkiv.

O porta-voz do Pentágono, Major-general Patrick Ryder, disse que embora não tenha havido mudança de posição, o uso de armas pela Ucrânia contra tropas russas não se limita às proximidades de Kharkiv, no lado russo.

"A habilidade de responder quando for atacado é realmente o foco desta política. Já que vemos forças russas disparando através da fronteira, é a habilidade da Ucrânia de responder a essas forças terrestres usando munições fornecidas pelos EUA", afirmou.

Os comentários de Ryder ratificam falas do conselheiro de Segurança Nacional de Biden, Jake Sullivan, desta semana à PBS: "Não é sobre geografia. É sobre senso comum. Se a Rússia está atacando ou prestes a atacar de seu território para dentro da Ucrânia, só faz sentido permitir que a Ucrânia responda contra as forças que estão disparando além da fronteira".   

(Reportagem de Idrees Ali)

Deixe seu comentário

Só para assinantes