Enviado dos EUA para o Leste Asiático diz que situação no Mar do Sul da China é profundamente preocupante

HANÓI (Reuters) - O Secretário de Estado assistente dos EUA para Assuntos do Leste Asiático e do Pacífico, Daniel Kritenbrink, disse neste sábado que a situação no Mar do Sul da China é profundamente preocupante, e afirmou que as recentes ações da China na hidrovia disputada foram "profundamente desestabilizadoras".

Kritenbrink fez os comentários durante visita a Hanói, em meio ao aumento da tensão entre a China e as Filipinas no Mar do Sul da China, onde o Vietnã também é um dos reclamantes.

"Acreditamos que as ações da China, particularmente suas ações recentes, em torno do Second Thomas Shoal, em relação às Filipinas, têm sido irresponsáveis, agressivas, perigosas e profundamente desestabilizadoras", disse Kritenbrink a jornalistas em Hanói, cuja gravação foi analisada pela Reuters.

"Continuaremos ao lado de nossos aliados filipinos", disse Kritenbrink, acrescentando que Washington deixou claro para Pequim, tanto pública quanto privadamente, que as obrigações do tratado de defesa mútua que tem com as Filipinas são "rígidas".

Na sexta-feira, autoridades filipinas disseram que não consideraram a possibilidade de invocar o tratado de defesa mútua com os EUA após acusar a China de interromper agressivamente uma missão de reabastecimento no disputado Mar do Sul da China no início deste mês.

O Ministério das Relações Exteriores da China contestou o relato das Filipinas, com um porta-voz dizendo na quinta-feira que as medidas necessárias tomadas foram legais, profissionais e irrepreensíveis.

(Reportagem de Khanh Vu e Phuong Nguyen) 

Deixe seu comentário

Só para assinantes