Jatos F-16 estão sendo enviados à Ucrânia por Dinamarca e Holanda, diz Blinken

Por Daphne Psaledakis e Humeyra Pamuk

WASHINGTON (Reuters) - Uma primeira leva de jatos F-16 construídos nos Estados Unidos está sendo transferida da Dinamarca e da Holanda para a Ucrânia, e as aeronaves estarão nos céus ucranianos em breve, disse o secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, nesta quarta-feira. 

Blinken disse durante a cúpula da Otan em Washington que um pacote robusto de ajuda para a Ucrânia será revelado nos próximos dias e construirá uma ponte clara e forte para a adesão da Ucrânia à Otan. 

“Também estou satisfeito em anunciar que, enquanto falamos, a transferência de caças F-16 está em andamento, saindo da Dinamarca, saindo da Holanda”, disse Blinken.

“E esses jatos... estarão voando nos céus da Ucrânia neste verão (no hemisfério norte) para assegurar que a Ucrânia possa continuar a se defender efetivamente contra a agressão russa”.

Reforçar as defesas aéreas tem sido crucial para a Ucrânia no combate à invasão russa. Moscou renovou seus ataques aéreos contra a rede elétrica nacional da Ucrânia na primavera, provocando amplos apagões. 

Os F-16s estão na lista de desejos da Ucrânia há muito tempo por causa do seu poder destrutivo e disponibilidade global. O jato é equipado com um canhão de 20 milímetros e pode transportar bombas, foguetes e mísseis. 

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskiy, disse na semana passada que queria dobrar a capacidade de defesa aérea da Ucrânia durante o verão e que o seu país precisava de pelo menos mais sete sistemas Patriot para se proteger.

Membros da Otan anunciaram a entrega de mais cinco Patriots e outros sistemas estratégicos de defesa aérea para ajudar a Ucrânia. Ainda assim, mais anúncios de auxílio são esperados na cúpula desta semana em Washington, que marca o 75º aniversário da aliança.

Deixe seu comentário

Só para assinantes