Coreia do Norte promete fechar centro de testes nucleares em maio

O líder norte-coreano Kim Jong-Un prometeu fechar o local onde são realizados testes nucleares no mês de maio.

O fechamento do centro atômico em maio e um convite a especialistas e jornalistas americanos e sul-coreanos para acompanharem o processo de desnuclearização na Coreia do Norte. A proposta, segundo Seul, foi feita por Kim Jong-Un durante a histórica cúpula intercoreana, realizada na última sexta-feira (27)

Durante o encontro, o líder norte-coreano e o presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-In, acertaram também a "desnuclearização total" da península. Segundo Seul, Kim Jong-Un quer mostrar à comunidade internacional que o processo acontece de "forma transparente". 

Durante anos Pyongyang se recusou a dialogar sobre o fim de seu programa balístico e nuclear, indispensável, segundo o regime norte-coreano, para se proteger de uma eventual invasão dos Estados Unidos. Mas, segundo Yoon Young-chan, porta-voz da presidência da Coreia do Sul, Kim Jong-Un teria dito na sexta-feira que Washington pode ter certeza de que ele não está disposto a realizar uma guerra atômica.

Cúpula EUA e Coreia do Norte em "três ou quatro semanas"

Donald Trump anunciou no sábado (28) que o aguardado encontro com Kim Jong-Un deve acontecer nas próximas três ou quatro semanas. "Vai ser uma reunião muito importante para a desnuclearização da península coreana", disse o presidente americano. 

No Twitter, Trump escreveu ontem que teve também uma "longa e muito boa" conversa com o presidente sul-coreano sobre a cúpula Estados Unidos e Coreia do Norte. "Tudo vai muito bem, o dia e o local do encontro estão sendo planejados. Também conversei com o primeiro-ministro do Japão, [Shinzo] Abe, para informá-lo sobre as negociações em curso", publicou.

Já o secretário americano de Estado, Mike Pompeo, revelou que teve uma conversa "muito positiva" com Kim Jong-Un, durante sua recente visita a Pyongyang. Segundo ele, o líder norte-coreano está "disposto a apresentar um plano" para eliminar suas armas nucleares. 

A revelação foi feita por Pompeo ao canal americano ABC News, que divulgou alguns trechos da entrevista exclusiva no sábado. O programa integral será exibido neste domingo. 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos