Republicanos apresentam candidatura de Trump ao Nobel da Paz

Uma década após Barack Obama, um prêmio Nobel da Paz para outro presidente americano, Donald Trump?

Com informações da correspondente da RFI em Washington, Anne Corpet

"Nobel! Nobel!", gritavam partidários de Trump durante o comício que o presidente americano realizou no último sábado (28) em Washington. Sorridente, o republicano respondeu: "Que bonito, obrigada. Vocês são simpáticos. Só quero fazer meu trabalho".

Desde o último fim de semana, a ideia de agraciar Trump com um Nobel continua a agitar o campo republicano. Em uma carta dirigida na quarta-feira (2) ao comitê norueguês, 18 congressistas americanos destacam os esforços do chefe de Estado em favor da reconciliação entre as duas Coreias. 

"Não vemos ninguém mais que possa merecer o reconhecimento do comitê em 2019 que o presidente Trump por seu incansável trabalho em favor da paz no mundo", diz o documento. 

Autoelogio

O próprio Trump já havia se autoelogiado na semana passada, tentando se apropriar do sucesso da cúpula bilateral histórica entre as duas Coreias. No Twitter, o presidente americano escreveu que "os Estados Unidos e seu povo" deveriam se orgulhar dos resultados do encontro. 

Outro a evocar a possibilidade foi o presidente sul-coreano, Moon Jae-In. Ele minimizou na segunda-feira (30), as chances de receber o Nobel da Paz por seu desempenho na aproximação com a Coreia do Norte e sugeriu que Trump poderia receber o prêmio em seu lugar. 

"O presidente Trump pode receber o Nobel. Tudo o que precisamos é de paz", respondeu o presidente sul-coreano à viúva de um de seus antecessores, Kim Dae-jung, que lhe enviou-lhe uma mensagem de parabéns, desejando que ele recebesse a célebre recompensa pela paz.

Memória curta

Os congressistas americanos parecem ter memória curta e ter esquecido a escalada das tensões entre Trump e o ditador norte-coreano, Kim Jong-Un, em 2017. Sem falar nos bombardeios na Síria e nos atritos do magnata com os mexicanos, a comunidade negra americana e os muçulmanos. 

Já Moon Jae-In vem sendo considerado como um possível vencedor do Nobel da Paz de 2018. Sua humildade na mediação das ameaças entre Trump e Kim Jong Un conquistou a opinião pública. A casa de apostas britânica Coral aponta os dois líderes coreanos como favoritos para receberem a recompensa, entregue anualmente em outubro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos