Saiba quem é Kim Yong-chol, o enviado da Coreia do Norte aos Estados Unidos

Um dos generais de maior patente da Coreia do Norte desembarcou nos Estados Unidos nesta quarta-feira (30) para uma visita rara, com o objetivo de preparar a aguardada cúpula entre o ...

Com informações de Nicolas Falez

Depois da espetacular ruptura na semana passada, quando Trump escreveu a Kim Jong-Un para comunicar a suspensão da cúpula por causa da "hostilidade" do governo norte-coreano, o encontro histórico se confirmou novamente e a relação entre os dois países parecem se aquecer novamente. Pelo menos é o que leva a crer a escolha do general Kim Young Chol para ir aos Estados Unidos preparar a reunião.

Essa é a opinião do jornalista e escritor Dorian Malovic, coautor do livro "Le Monde selon Kim Jong-Un" (O mundo segundo Kim Jong-Un, em português). Especialista do continente asiático, ele explica que Kim Young Chol é o equivalente ao secretário de Estado norte-americano. "Ele é o alter ego de Mike Pompeo", avaliou, em entrevista à RFI.

Marechal cuida até da segurança da família de Kim Jong-Un

Malovic explica que o general é o pilar das ações militares de clã de Kim Jong-Un. "Para dar uma ideia de sua importância, basta dizer que ele é responsável pela segurança da família do líder norte-coreano. Com um perfil essencialmente militar há mais de 40 anos, ele é conselheiro estratégico e aquele que garante as questões de segurança, algo primordial na Coreia do Norte".

De acordo com a especialista, seu envio aos Estados Unidos é muito simbólico, principalmente nesse momento da relação entre os dois países. "Ele é o mais importante militar norte-coreano a pisar no solo norte-americano desde o ano 2000, quando um marechal do país se encontrou com Bill Clinton. Então se chegamos nesse ponto, isso quer dizer que estamos cada vez mais próximos do cerne da questão norte-coreana e suas relações com os Estados Unidos".

Para Malovic, o marechal é um nome inevitável nas discussões atuais. "O que vai ser dito e decidido no dia 12 de junho em Cingapura está sendo negociado nesse momento e o general Kim Yong-chol é a pessoa mais indicada para isso", conclui o especialista.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos