PUBLICIDADE
Topo

Projeto de reforma da Previdência de Bolsonaro "é de ranger os dentes", diz Les Echos

21/02/2019 10h11

A imprensa francesa desta quinta-feira (21) repercute o projeto de reforma da previdência, apresentado pelo presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, ao Congresso em Brasília na quarta-feira (20).  

A imprensa francesa desta quinta-feira (21) repercute o projeto de reforma da previdência, apresentado pelo presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, ao Congresso em Brasília na quarta-feira (20).

"Brasil: € 250 bilhões em economias em dez anos graças às aposentadorias" é o título da matéria do jornal Les Echos, assinada pelo correspondente do diário em São Paulo, Thierry Ogier. Para o diário, Bolsonaro "está sonhando alto" com o objetivo estipulado: R$ 1,16 trilhão em 10 anos. O objetivo do governo, ressalta, é mostrar a determinação em colocar um fim no déficit crônico no sistema de aposentadorias, que naufraga as finanças públicas do Brasil.

"A proposta é de ranger os dentes", avalia o jornal. Além de elevar a idade para a aposentadoria aos 65 anos - para os homens - e aos 62 anos - para as mulheres - o valor das contribuições sociais vai aumentar: os trabalhadores terão que cotizar durante 40 anos para receber o valor integral de suas aposentadorias. Já os militares não serão submetidos às mesmas regras: um outro projeto de lei que será apresentado daqui a um mês tratará da questão, destaca o Les Echos.

O jornal também salienta que Bolsonaro admitiu ter errado ao votar contra os últimos projetos de reforma da Previdência, enquanto deputado. Agora, na presidência, a batalha se mostra dura: segundo o vice-presidente Hamilton Mourão, ainda faltam 60 votos na Câmara para que a reforma possa ser aprovada. "Sem contar o clima político atualmente tenso em Brasília devido à demissão de um ministro de Jair Bolsonaro", publica Les Echos, em referência à exoneração de Gustavo Bebianno.

O caso que embaraça Bolsonaro

A demissão de Bebianno é, aliás, assunto de uma matéria no jornal Le Monde. "No Brasil, o caso que embaraça Jair Bolsonaro e preocupa seu governo" é o título de uma matéria assinada pela correspondente do diário no país, Claire Gatinois. "Em 24 horas, Brasília tomou ares de telenovela onde se misturam raiva, vingança e traição", publica o jornal.

No centro do escândalo que envolve o PSL, um esquema de candidatos laranja, que permitiram o partido obter verbas de centenas de milhares de reais durante a campanha eleitoral em 2018. "Ao embaroçoso caso, adiciona-se uma investigação de possíveis desvios de fundos e lavagem de dinheiro implicando o filho mais velho de Bolsonaro, o senador Flavio", destaca o diário. Para Le Monde, a sequência de escândalos desestabiliza Bolsonaro, menos de dois meses depois de o líder da extrema-direita ter assumido a presidência do Brasil.