PUBLICIDADE
Topo

Estudo revela dados preocupantes sobre higiene dos franceses

Menos de 30% dos franceses lavam as mãos depois de usar transportes coletivos - iStock
Menos de 30% dos franceses lavam as mãos depois de usar transportes coletivos Imagem: iStock

26/02/2020 16h29

Os franceses são limpos? Um estudo do Instituto de Opinião e Marketing da França - o Ifop - mostra que 25% dos franceses não tomam banho todos os dias. As práticas de higiene avaliadas não se limitam ao banho, mas também à lavagem diária das mãos. Segundo este relatório, menos de 30% as limpam depois de usar transportes coletivos. Preocupante, em tempos de coronavírus.

As práticas de higiene evoluíram, embora no início dos anos 1950, apenas metade das francesas tomassem banho. Isso ocorria porque a maioria delas não tinha conforto suficiente para fazê-lo. Com a falta de banheiros públicos e duchas dedicadas às mulheres, era extremamente difícil para elas manter uma rotina de higiene, já que banheiros também eram raros dentro de casa.

Apenas 51% das francesas tinham água quente em sua residência e apenas 10% tinham banheiro em casa; apenas 3% podiam desfrutar de um chuveiro ou banheira. Hoje, é claro, a situação mudou enormemente: 99,5% dos franceses tomam banho em casa e os hábitos de higiene melhoraram significativamente, em comparação com o pós-guerra.

No entanto, essas melhorias no padrão de vida não são suficientes no contexto da expansão do coronavírus na França, onde as práticas de higiene dos franceses se tornam problemáticas. Entre as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) para evitar o contágio do Covid-19, figura em destaque o asseio como uma prática sistemática para combater esse vírus. Mas, como vê-se nos números deste relatório do IFOP, este não é definitivamente o ponto forte dos franceses.

Segundo este relatório, menos de um terço dos franceses lavam as mãos depois de utilizar o transporte coletivo (apenas 31% dos homens e 42% das mulheres o fazem). O mesmo acontece com práticas básicas como lavar as mãos depois de ir ao banheiro: 68% dos franceses o fazem, e, entre as mulheres, 25% não o fazem.

"Os franceses não tomam banho", diz o clichê

De acordo com o Ifop, apenas três em cada quatro franceses tomam banho todos os dias. Nesta categoria, as mulheres gostam mais de água do que os homens; 81% das mulheres têm esse hábito em comparação com 71% dos homens. Se aprofundarmos um pouco mais no estudo, veremos que há uma relação inversamente proporcional entre idade e limpeza: apenas 57% dos homens com mais de 65 anos tomam banho todos os dias. O mesmo vale para pessoas que moram sozinhas ou desempregadas.

Outro ponto sensível deste relatório refere-se a roupas íntimas. Enquanto 94% das mulheres trocam de calcinha todos os dias, 73% dos homens trocam sua cueca ou boxer diariamente.

O diretor da área de Gênero, Sexualidade e Saúde do IFOP, François Kraus, diz que "a higiene corporal dos franceses é um verdadeiro tema de saúde pública". "Não se pode desconectá-lo da realidade e vê-lo apenas como um clichê. A França ocupa a 50ª posição numa lista de 63 países em termos de higiene das mãos, de acordo com um estudo internacional publicado em 2015", reforça o especialista.

"Agora, no contexto atual do coronavírus, a aplicação de regras básicas de higiene, como lavar as mãos, não é apenas um dever consigo mesmo, mas também um dever para com os outros", conclui Kraus.

Internacional