PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus: Santuário francês de Lourdes organiza 1ª "peregrinação virtual" do mundo

16/07/2020 14h14

Confrontado com o cancelamento das peregrinações vindas de todo o mundo, por causa do coronavírus, o santuário cristão de Lourdes, no sudoeste da França, organiza nesta quinta-feira (16) a primeira peregrinação virtual do mundo.

Confrontado com o cancelamento das peregrinações vindas de todo o mundo, por causa do coronavírus, o santuário cristão de Lourdes, no sudoeste da França, organiza nesta quinta-feira (16) a primeira peregrinação virtual do mundo.

Para este evento, chamado "Lourdes United", celebrações e orações serão comemoradas em cinco idiomas e transmitidas pela televisão católica e outros canais de transmissão em todo o mundo, dos Estados Unidos à Indonésia.

Uma transmissão especial de duas horas ao vivo da Gruta, onde, segundo a crença católica, a Virgem Maria apareceu para Bernadette Soubirous em 1858, também está programada.

"Existe uma verdadeira comunhão entre os peregrinos", disse o monsenhor Olivier Ribadeau-Dumas, diretor do santuário. Este dia, "aniversário da última aparição da Virgem Maria em Lourdes, é a ocasião para todos aqueles que estão longe de se encontrar, mesmo que nunca substitua o fato de vir em peregrinação".

"E-peregrinação"

Durante o confinamento, que durou quase dois meses na França, "ficou claro que o santuário, fechado ao público, nunca teve tanto tráfego mundial através dos outros meios disponíveis. Entendemos que era necessário ampliar esses meios", explicou Mathias Terrier, responsável pela comunicação do Santuário de Lourdes, um dos maiores centros de peregrinação católica do mundo.

Além das retransmissões, uma equipe de capelães é responsável por "dialogar em diferentes idiomas nas redes sociais, com padres que respondem às intenções de oração, mas também, por exemplo, a perguntas sobre as possibilidades de peregrinação a Lourdes ou a perguntas sobre a fé", detalhou Terrier.

Embora tenha sido reaberta desde 16 de maio, após um fechamento histórico, Lourdes sofreu o cancelamento de quase todas as peregrinações organizadas, muitas durante o verão. O santuário agora recebe apenas peregrinos individuais.

A "e-peregrinação" também é uma oportunidade de lançar um pedido de doações, enquanto o santuário prevê um déficit de € 8 milhões em 2020. "É uma estação quase negativa e esperamos uma perda operacional muito grande. Para que possamos levantar, receber peregrinos e nos preparar para o futuro, precisamos da generosidade de todos os que amam Lourdes", pediu o arcebispo Ribadeau-Dumas.

"O santuário vive quase exclusivamente graças a doações, especialmente doações no local", especificou Mathias Terrier.